sexta-feira, 1 de junho de 2007

Bordando Essências



Dentro de cada um há um jardim
cravos, rosas e camélias,
há sim.

mão e contramão
silêncios e algazarras
há sim

um jardim dentro de cada um
araucárias, ipês eucaliptos
uma selva povoada por querubins

há sim
segredos de passarinhos
cazuza, metralhadoras
delitos contravenções

in(quieta)ções
tantas imperfeições
há sim

indiferença saudade
intuição atrevimento
pelo sim e pelo não

há um jardim em cada um
Andréa Motta

5 comentários:

Lu Oliveira disse...

Amo este poema... Mesmo pq você é uma flor e há um jardim em cada um...

Cheirinhos de cá...

luciane disse...

Amei, Andréa. Muito lindo! Senti meu dia mais florido. Beijos

Gilberto Maha disse...

Maravilhosa a sensação em passear pelo seu jardim e descobrir que existe um em mim.

Benvinda Palma disse...

Andrea, linda poeta...

Saio deste teu jardim impregnada de tua poesia...doce...terna...cheirando vida...cheirando amor!!! Estou encantada com teu bom gosto, teu talento...tudo perfeito amiga!Parabéns!Poetabeijos/bemtevi

jorgebond disse...

Dentro de Ti há uma força irrepreensível
Um saber dizer...
antes de Ler, há sim

Um caminho antigo...
Pleno de renovação
Um condão de Bordadeira
de lindas poesias...
Há sim !

Adorei Amiga, está com muito bom gosto! jokas carinhosas