segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Adejo



Adejo
Andréa Motta



nada, nada
e nada

entre tu e eu
vento forte

e a palavra
que se perde
28/01/08

Nenhum comentário: